terça-feira, 17 de março de 2009

21 Verões


“Ainda não passaste da tentação de Antoine. Brincadeiras de pouco cuidado, tiques de orgulho pueril, o abatimento e o pavor. Mas tu te pões a trabalhar: todas a possibilidades harmônicas e arquiteturais gravitarão em torno do teu centro. Seres perfeitos, imprevisíveis, se oferecerão a tua experiência. Em tuas imediações, fluirão em sonhosa curiosidade das antigas multitudes e luxos ociosos. Tuas memórias e teus sentidos serão o único alimento de teu impulso criativo. Quanto ao mundo, quando tu saíres, o que ele será? Em todo o caso, nada dessas aparências atuais.”
Trecho de Juventude de Rimbaud
Presente do grande amigo: André.

Obs: Feliz Desaniversário!Ontem completei 21 verões.E ganhei esse presente em letras do meu amigo, não há nada de melhor.

Obrigada! =)


3 comentários:

Kazinha disse...

Intenso dia!

Como diria uma composição de Tom Zé
(...)
O tempo a vida lida
Andam pelo chão,
O amor aeroplanos
O amor zomba dos anos,
O amor anda nos tangos,
No rastro dos ciganos,
No vão dos oceanos.

(...)
É, e pensar que os anos são zombados pelo amor...medo e maravilha!!!

Menina Laís, Vida Laís, Viva Laís e seja FELIZ!

robson_quimica disse...

"O meu mundo não é como o dos outros,
quero demais, exijo demais;
há em mim uma sede de infinito,
uma angústia constante que eu nem mesma compreendo,
pois estou longe de ser uma pessoa;
sou antes uma exaltada,
com uma alma intensa, violenta, atormentada,
uma alma que não se sente bem onde está,
que tem saudade...
sei lá de quê!"

Florbela Espanca


De um amigo da balada?? uhauhauha

Bjos simpática Laís

Laís* disse...

A Espanca conseguiu descrever ...os meus sentimentos de hoje!

Obrigada misterioso amigo Robson!